» » Vesícula Inflamada – Sintomas, Onde Dói? Pode Matar?

Vesícula Inflamada – Sintomas, Onde Dói? Pode Matar?

A vesícula inflamada dói na parte de cima do lado direito do abdômen. Seus sintomas incluem indigestão, enjoo, gases e inchaço abdominal. A vesícula inflamada pode matar se o órgão se romper devido à obstrução e houver infecção generalizada. Suco de limão e o chá de erva-de-são-joão são remédios naturais para tomar e tratar a vesícula inflamada.

O tratamento para vesícula inflamada inclui, ainda, mudança na alimentação: exclusão de gorduras nocivas ao organismo e inclusão de alimentos depurativos e ricos em vitamina C. Em alguns casos, o uso de remédios e cirurgia são indicados.

Onde Dói a Vesícula Inflamada?

A dor causada pela vesícula inflamada é sentida na parte superior do lado direito do abdômen que se estende para a parte direita das costas e para o braço direito, já que a vesícula fica localizada no lado direito do corpo, próxima ao fígado.

Essa dor pode surgir em forma de crise intensa que começa de repente e dura alguns minutos até desaparecer e voltar novamente, durando mais de 10 horas. A dor piora ao respirar, principalmente se houver cálculos biliares.

Sintomas de Vesícula Inflamada – Como Identificar

A vesícula inflamada pode provocar os seguintes sintomas:

  • Inchaço abdominal e gases prolongados causados pela má digestão (por 10 dias ou mais);
  • Enjoo e tontura, principalmente algum tempo após se alimentar;
  • Dor e peso abdominal sentidos na parte de cima do lado direito do abdômen que irradia para o lado direito das costas e também para o braço direito;
  • Urina escura e fezes soltas e acinzentadas;
  • Mau hálito por tempo prolongado (mais de 10 dias) e febre;
  • Icterícia: pele e olhos amarelados.

Tratamento para Vesícula Inflamada

O tratamento da vesícula inflamada ou preguiçosa inclui, primeiramente, a mudança na alimentação e nos hábitos. Deve-se eliminar:

  • O consumo de gorduras nocivas ao organismo, como as gorduras trans e saturadas, presentes em frituras, alimentos embutidos, produtos industrializados, carnes gordas e doces;
  • A soja, pois causa desequilíbrios hormonais que contribuem diretamente para problemas na vesícula;
  • O consumo de bebidas alcoólicas e o hábito de fumar.

O que Comer para Tratar a Vesícula Inflamada?

Para tratar a vesícula inflamada, deve-se incluir na dieta alimentos depurativos e ricos em vitamina C, como maçã, uva, laranja, limão, acerola, morangos, abacaxi, beterraba, cenoura e pepino, além de:

  • Fibras

Devem ser consumidas para evitar a prisão de ventre (presente em frutas como mamão e ameixa, alimentos e cereais integrais).

  • Suco de limão

Tem efeito depurativo e ajuda na digestão. Todos os dias, ao acordar, tome um copo de suco de limão em jejum, feito com 4 limões e 1 copo de água morna ou em temperatura ambiente.

  • Sal grosso, marinho ou sais de Epsom

Antes de dormir, beba 1 copo de água misturado com 1 colher de chá de sal grosso, sal marinho ou sais de Epsom para diminuir o desconforto causado pela inflamação na vesícula.

  • Mel e cúrcuma

A cúrcuma ajuda a deixar a bile mais solúvel (líquida) na vesícula, enquanto o mel atua com suas propriedades anti-inflamatória, cicatrizante e antisséptica. Misture 1 colher de chá de cúrcuma em 1 colher de sopa de mel e tome uma vez ao dia.

  • Vinagre de maçã

Também pode ajudar porque equilibra o pH estomacal e combate a azia e a má digestão. Beba 50 ml de vinagre de maçã seguido de 240 ml de suco natural de maçã para obter alívio imediato sobre as dores na vesícula.

  • Água

Não se esqueça de beber bastante água (1,5 ou 2 litros por dia). Quando o organismo está hidratado a bile desempenha o seu papel com muito mais eficácia e a digestão é facilitada.

Chás

Os melhores chás que auxiliam no tratamento da inflamação e também combatem as dores na vesícula incluem:

  • Chá de erva-de-são-joão (contraindicado para gestantes e lactantes);
  • Chá de alho (ferva 2 dentes de alho em 200 ml de água, coe e beba);
  • Chá de dente de leão;
  • Chá de quebra-pedra;
  • Chá de alecrim;
  • Chá de camomila e de hortelã: ajudam a dissolver os cálculos biliares menores a longo prazo (até um mês e meio).

Faça os chás de ervas em infusão: primeiro ferva a água, desligue o fogo e adicione 1 ou 2 colheres de sopa da erva. Abafe o recipiente e espere de 5 a 10 minutos para coar e beber.

Compressas para Aliviar as Dores na Vesícula

  • Compressas quentes na região onde a dor está concentrada ajudam a aliviar temporariamente as dores na vesícula – podem ser feitas com chá de camomila e sementes de linhaça;
  • Compressas com óleo de mamona: possuem propriedades anti-inflamatória e analgésica potente. Encharque um pano com o óleo, retire o excesso e coloque sobre o local da dor. Cubra o pano com plástico filme e, acima dele, posicione uma compressa térmica ou pano molhado com água quente para potencializar o seu efeito. Deixe agir por 30 minutos.

Remédios para Vesícula Inflamada

  • Ursodiol pode ser utilizado para dissolver os cálculos biliares, embora esse processo leve muito tempo;
  • Antibióticos são aplicados na veia para prevenir ou combater infecções associadas à inflamação quando o paciente é diagnosticado com colecistite aguda (inflamação na vesícula) no hospital. Remédios para controlar enjoos e dores abdominais (se houver) também podem ser administrados.

Na ausência de maiores complicações, o paciente é liberado para casa para continuar o tratamento de acordo com a orientação médica. Para os cálculos maiores, a cirurgia é recomendada no período em que não há inflamação para não expor o paciente a maiores riscos.


Vesícula Inflamada Pode Matar?

Talvez. Se a inflamação da vesícula biliar é causada por cálculos biliares que obstruem completamente a saída da bile do órgão, a vesícula pode romper e expor o paciente a risco de morte por infecção generalizada.

Por que a Vesícula Inflama?

A principal causa para a vesícula inflamada é a presença de cálculos biliares (chamados popularmente de pedras na vesícula) que impedem a saída da bile para fora do órgão.

Essa inflamação, chamada de colecistite aguda, pode ou não estar associada à infecção bacteriana.

Atualizado em: 04/09/2018 na categoria: Inflamações Gastrointestinais